Melhor Ator Coadjuvante….

Estava batendo papo com um amigo sobre a boa de sexta à noite, quando fui pega de surpresa pela notícia de que ele iria a uma “hamburgada”. Superado o estranhamento inicial da palavra, fiquei encantada com o conceito e sempre me pergunto porque os cariocas não adotaram ainda essa tradição.

Para compensar, comecei minha própria saga em busca de hambúrgueres – fato fácil, já que o namorado também nutre uma fixação por esse prato. Em um dos capítulos de nossa saga, o personagem principal acabou ofuscado pela sobremesa.

Tinha acabado de almoçar com minha panelinha da pós e estávamos assistindo às aulas da tarde, quando recebo uma mensagem do namorado falando que iria comer um hambúrguer – invejei, fortemente! Fui dar uma olhada no Foursquare para ver o que falavam da hamburgueria que ele havia escolhido, Meat Choppere as maiores salvas, curiosamente, eram para a sobremesa. 

Eu já iria perder o hambúrguer, não poderia perder também o cheese cake que tantos elogios tinha pelas redes sociais. Me despedi disfarçadamente dos amigos na sala de aula e corri pro restaurante para chegar a tempo de saborear o tal doce.

Cheguei lá e não vi nem sinal do hambúrguer: o namorado jura que era bem servido [gigante (!) foi a palavra que ele usou, se não me engano] e que estava uma delícia!

Rapidamente, uma garçonete (que sorriu o tempo todo que estivemos no restaurante) nos trouxe o cardápio e meus olhos bateram direto no cheese cake, com três opções de calda, ao gosto do freguês: frutas vermelhas, laranja ou ganache de chocolate. Ó dúvida cruel!

Nenhum dos dois deu muita bola para a calda de laranja, então só tínhamos que escolher entre a clássica calda de frutas vermelhas ou o ganache de chocolate (em favor do ganache militava o simples fato de ser de chocolate). Aí ficou fácil: pedimos duas fatias, cada uma com uma calda.

As fatias são generosas e simplesmente ma-ra-vi-lho-sas!!!

Cheese cake com calda de frutas vermelhas
Cheese cake com calda de frutas vermelhas

Pelo tamanho de cada fatia, uma teria sido suficiente para os dois, mas não nos arrependemos nem um pouco de não termos divido. Tudo que diziam na internet sobre o cheese cake parecia pouco se comparado à perfeição do que estávamos comendo: desde a textura da massa, até a consistência do creme e as caldas…. Ahhhh, as caldas! A de frutas vermelhas, com muitos pedaços de frutas, é deslumbrante, doce na medida certa; o ganache também é um espetáculo, mas na minha cartilha não combina com cheese cake – ele e a calda de frutas vermelhas são almas gêmeas e não devem nunca ser separados!

Só de falar desse cheese cake fico com água na boca e por isso faço propaganda gratuita dele por aí: até quem não gosta dessa sobremesa admite que a do Meat Chopper é boa e quem gosta, se apaixona. (E agora com a nova estação da Fradique Coutinho nem podem mais reclamar que é difícil chegar lá.)

(Meat Chopper – End.: Rua dos Pinheiros, 507 – https://pt-br.facebook.com/MeatChopperBurger )

Anúncios

Já foi lá? Não foi, mas ficou curiso(a)? Curtiu o post? Me conta tudo aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s