Sinceramente

Depois de uma maratona caseira assistindo The Honourable Woman, o namorado e eu acordamos num domingo de tempo indefinido com vontade de fazer alguma coisa bacana, cultural, diferente e suprir o vazio que o fim do curso de fotografia deixou em nossos cartões de memória. Fomos então ao IMS, o Palácio de Versailles da Gávea, para ver a expo sobre o Rio Antigo – parada obrigatória para todo mundo que conhece o Rio – e do William Eggleston.

Encantados com as imagens do “Rio – primeiras poses”, munidos de uma nova série de fotos tiradas do nosso petit Versailles, e com as barrigas reclamando de fome, saímos em busca de um lugar para almoçar, de preferência próximo ao IMS. Optamos pelo clássico Guimas: eu precisava relembrar os sabores e o namorado ainda não conhecia.

A casinha fofa ali atrás do baixo gávea, segue funcionando em pleno vapor (apesar dos pesares), com filas de espera e garçons servindo petiscos e bebidas refrescantes para aqueles que esperam sentados nas muretas dos canteiros de planta em frente à porta de entrada.

IMG_4237Conseguimos um local para esperar no bar, dentro do salão com ar condicionado e de frente para as bebidas. O namorado foi de água mineral e eu resolvi experimentar o drink anunciado no quadro negro escrito com giz chamado Porto Tônica (R$22): vinho do porto branco com água tônica num copo com gelo. Bem refrescante, levemente doce, o gosto forte do vinho do porto é amenizado pela água tônica e deixa um ligeiro amargor na boca.IMG_4239

Como a fome era grande e estávamos na fila (encaramos uma espera de 30m às 14hrs de um domingo de sol moderado), pedimos um couvert: pães diversos para cada um escolher; queijo boursin (sabor leve e sem gordura); patê da casa (bem cremoso, com gosto forte e persistente).

O namorado quis ser light e pediu um cherne grelhado e eu fui de Filé da Casa. O charme, como sempre, é desenhar com giz de cera no papel da mesa enquanto se espera o prato; é risada e diversão na certa, especialmente para quem não sabe desenhar.

IMG_4245O cherne do namorado estava lindo: file de peixe mais alto e com bastante carne, veio bem dourado para apetecer os olhos. Acompanhava aspargus verdes cozidos e purê de batata barôa: os aspargus estavam muito cozidos para o meu paladar e perderam um pouco da crocância e o purê é daqueles mais consistentes, praticamente só batata, uma delícia. Para regar o peixe, um molho de creme de elite, caldo de peixe e ervas, saborosíssimo, é o diferencial entre esse cherne grelhado e todos os outros chernes grelhados do mundo.

IMG_4246Meu filé é um desses pratos que agradam a todos, ingredientes clássicos, servidos sem miséria, bem temperado e com muita personalidade: o filé, alto, que pedi para abrirem para vir ao ponto, estava hiper macio e com um leve rosinha no meio; a batata palha, fresquinha, fininha e crocante vem em uma montanha logo ao lado; o molho, servido à parte, é de mostarda francesa com creme de leite e vinho – com esses três ingredientes, não tinha como ficar ruim. Estava uma delícia e como é bem servido, ainda level para casa o almoço de segunda.

Para sobremesa fiquei na dúvida entre o mil-folhas tradicional e um cheesecake diferente (com biscoito de brownie e calda de amora). Entre o uni-duni-tê e o garçom, escolhi perguntar qual era a recomendação dele. Sem papas na língua, de uma sinceridade acachapante, ele disse que o cheesecake era ruim e que ninguém gostava – desde que passaram a encomendar de um outro fornecedor, o cheesecake teria caído de qualidade. Não me sobrou alternativa a não ser pedir o mil-folhas. IMG_4249Um retângulo de maravilhas: ele é crocante, com massa amanteigada, recheado com creme em abundância e coberto por farelo de amêndoa com açúcar, sintonia perfeita de ingredientes.

Conclusão: o namorado adorou e eu lembrei que tenho que ir lá mais vezes. Saímos de lá com a certeza de que sinceridade e simplicidade são a alma do negócio (na maioria das vezes).

(Guimas – End.: Rua José Roberto Macedo Soares, 5 – Tel.: 2259-7996 – http://restauranteguimas.com.br/ )

Anúncios

Um comentário em “Sinceramente

  1. Oi, Rafaela,
    Tudo bem?
    Cuido da assessoria do Guimas e acabo de ver o seu post sobre a casa.
    Super obrigada pela vista e os elogios.
    Sobre o cheesecake, gostaria de esclarecer, em nome da Domingas, gerente do restaurante, que infelizmente o garçom que te atendeu não estava bem informado. Todas as sobremesas do cardápio são produzidas na casa, não trabalhamos com fornecedores. E nosso cheesecake é feito com o verdadeiro cream cheese e produtos de altíssima qualidade.
    Domingas pediu para que te convidasse para voltar ao Guimas e provar a sobremesa.
    Abs,
    Daniella

    Curtir

Já foi lá? Não foi, mas ficou curiso(a)? Curtiu o post? Me conta tudo aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s