“I got the feeling that something ain’t right”

Ficar de preguiça na cama é uma das delícias de domingo; você acorda sem compromisso, vê o dia passando lá fora e ainda assim pode se dar ao luxo de virar pro lado e continuar por ali, em meio a travesseiros e edredons.

Mas aí, quando o namorado abre mão desse momento para ir em busca de um grande copo d’água e uma neosaldina, você percebe que os excessos da noite anterior tiveram efeito não só sobre você (que tentou intercalar a espumante com a água no começo, mas depois esqueceu d’água, afinal não é todo dia que você vai ao casamento da sua própria mãe), mas sobre ele também.

Nesses dias você sabe que não vai querer cozinhar nada e que precisa de comida de verdade. Leia-se: nada de coisa leve, saudável; nada de sopa, salada. Pegamos nosso Guia Eat in Rio em busca de um local que:  (i) não conhecêssemos; (ii) aceitasse o vale aos domingos para economizar o valor de um prato; e (iii) servisse alguma coisa com bastante sustância. Acabamos optando por um asiático.

Pesquisamos na Internet e descobrimos que até a Luciana Fróes já tinha falado do tal Wei Ming, um chinês com uma pegada descolada ali na Visconde de Caravelas; pegamos um taxi e fomos até Botafogo. Demos de cara com um restaurante chamado Atlântico Sushi e, como já estava tarde, resolvemos ficar por ali mesmo. De chinês, o restaurante passou a ser pan-asiático, mas ainda aceita o voucher do Eat in Rio.

Algumas poucas mesas do restaurante estavam ocupadas; quase todas com o rodízio de comida japonêsa. Escolhemos uma mesa no segundo andar de onde podíamos ver o sushi-man fazendo suhis, sashimis, califórnias…

IMG_4941 (1)Queria tomar um Shochu, mas como não tinha, fui de sake nacional ( R$16,00 a dose). O namorado queria tomar um Suco Mix, mas como não tinha laranja, acabou pedindo um mate. De entrada, pedimos Naan, um pão indiano servido com uma (única) opção de pasta curry ou beringela. Chegou meu sakê, que foi servido numa taça de vinho e o Naan – pão redondo, fininho, com gergelim; servido quentinho com a pasta de curry amarelo, levemente adocicada e com amendoim. Uma delícia! Comemos sem pressa, já que o garçon tinha desaparecido e não parecia que conseguiríamos pedir os pratos principais tão cedo.

Cansado de esperar, o namorado se levantou e foi até o garçom para passar nossos pedidos. Como não tenho maturidade para rodízio, optei por um dos pratos quentes – PadThay Vegetariano (R$ 40,00) – e o namorado pediu uma opção com pato.  Confesso que a essa altura já estava desmotivada pela observação do garçom de que os pratos quentes não costumam sair muito.

IMG_4954 (1)O PadThay Vegetariano – talharim de arroz, com legumes (tomate cereja, vagem francesa, cebola roxa, pimentão vermelho e cebolinha), refogados com shitake e shimeji, tofu e coentro -, no papel, promete ser uma delícia e para os olhos é uma festa de cores em uma porção bem servida. Mas na prática, é um pouco decepcionante: o macarrão de arroz não tem gosto de nada, nem pegou o tempero; o tofu, que já não é nenhuma maravilha do mundo, estava mais esquisito que o normal. O que salva o prato são os cogumelos: bem refogados, com um toque de shoyu, estavam bem saborosos.

IMG_5378Já o prato do namorado superou as expectativas. O Chaufan de Pato (R$ 55,00) – herança de quando o restaurante se chamava Wei Ming –  é feito com arroz basmati, lingüiça chinesa – uma espécie de embutido com sabor tendendo para o agridoce – lascas de pato, ovo, broto de girassol e chips de bardana. Uma delícia, servido bem quentinho, tempero de especiarias no ponto certo e pato bem macio.

IMG_4969De sobremesa, o namorado escolheu o Chocolate e Oreo (R$ 26): brownie de chocolate, com calda de frutas vermelhas e castanhas de caju, acompanhado de sorvete oreo e panacota de doce de leite. É difícil um doce não me agradar, mas esse aqui não dá mesmo pra indicar. O brownie é massudo; a calda é dessas que só tem gosto de açúcar e os sorvetes parecem que são da Kibon mesmo. Desses casos que te faz pensar que menos realmente pode ser mais e agradecer que um prato que sai de graça.

(Atlântico Sushi – End: Rua Visconde de Caravelas, 89 – Tel.: 2537-3797 – http://www.atlanticosushi.com.br/ )

Anúncios

Já foi lá? Não foi, mas ficou curiso(a)? Curtiu o post? Me conta tudo aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s