We´re not in Rio anymore

Quando penso em ‘mudança’, a primeira palavra que me vem à cabeça é um palavrão bem feio e bem sujo.  Se você (ainda) não passou por isso, tento explicar: pessoas invadem sua casa, desmontam e desarrumam tudo que você acabou de colocar no lugar. De quebra chega aquele momento  que não tem mais água gelada… Continuar lendo We´re not in Rio anymore

Ritos de Passagem

Quem nunca preparou almoço de família para data comemorativa não sabe a sorte que tem! Há mais mistérios entre o mercado e mesa de almoço do que sonha nossa vã gastronomia. Acho que somente quando você assume a responsabilidade de unir  famílias para um almoço de Páscoa (pode ser qualquer outra data comemorativa, eu diria) é que você… Continuar lendo Ritos de Passagem

Casa nova, ceia nova

Natal é época de virar chef, comer rabanadas e, ao final, assistir maratonas de filmes e seriados enquanto se recupera de tudo que comeu e bebeu. Mas esse Natal para nós teve um toque especial: o namorado e eu resolvemos fazer a ceia lá em casa. Saímos, então, em busca de boas receitas para arrasar nesse que… Continuar lendo Casa nova, ceia nova

We are Family – Part II

Depois dos maravilhosos hambúrgueres, vencemos a preguiça e, determinados a fazer um almoço de domingo extraordinário, voltamos para a cozinha para iniciar os preparativos do carro-chefe do cardápio criado em nossas cabeças. Como estávamos diante de short ribs suínas e a carne de porco boa é aquela bem temperada e hiper bem passada, resolvemos deixar nossos… Continuar lendo We are Family – Part II

Melhor Ator Coadjuvante….

Estava batendo papo com um amigo sobre a boa de sexta à noite, quando fui pega de surpresa pela notícia de que ele iria a uma “hamburgada”. Superado o estranhamento inicial da palavra, fiquei encantada com o conceito e sempre me pergunto porque os cariocas não adotaram ainda essa tradição. Para compensar, comecei minha própria saga em busca de hambúrgueres… Continuar lendo Melhor Ator Coadjuvante….

Doce nosso de cada dia

Quem é filho de pais separados conhece o drama natalino: com quem passar? Mãe? Pai? Ou um sprint dos 100m pra ver todo mundo na mesma noite? Na minha família, desenvolvemos, meus pais e eu, um arranjo tradicional: passo a noite do dia 24 com minha mãe, almoço no dia 25 com meu pai – simplicidade… Continuar lendo Doce nosso de cada dia