Dialética Erística do Convívio

Viver junto é um exercício constante de paciência; uma longa negociação diplomática – ao contrário do que ocorre lá no Congresso, aqui não tem recesso e não pode xingar Vossa Excelência. Ter razão não é o mais importante; mais vale a habilidade de argumentação em um discurso bem construído baseado tão-somente em hábitos, gostos e preferências pessoais.… Continuar lendo Dialética Erística do Convívio

Melhor Ator Coadjuvante….

Estava batendo papo com um amigo sobre a boa de sexta à noite, quando fui pega de surpresa pela notícia de que ele iria a uma “hamburgada”. Superado o estranhamento inicial da palavra, fiquei encantada com o conceito e sempre me pergunto porque os cariocas não adotaram ainda essa tradição. Para compensar, comecei minha própria saga em busca de hambúrgueres… Continuar lendo Melhor Ator Coadjuvante….

Doce nosso de cada dia

Quem é filho de pais separados conhece o drama natalino: com quem passar? Mãe? Pai? Ou um sprint dos 100m pra ver todo mundo na mesma noite? Na minha família, desenvolvemos, meus pais e eu, um arranjo tradicional: passo a noite do dia 24 com minha mãe, almoço no dia 25 com meu pai – simplicidade… Continuar lendo Doce nosso de cada dia