“Poesia Concreta de tuas Esquinas”

É tanta coisa acontecendo que falar de comida é a última coisa que passa pela cabeça. Mas depois dos últimos acontecimentos, só mesmo um vinho e uma nova aventura gastronômica para desanuviar a mente. Mudar de bairro é uma coisa, mudar de cidade é um pouco mais complicado, mas claro que qualquer escolha é fortemente… Continuar lendo “Poesia Concreta de tuas Esquinas”

Arrondissement

Achar um lugarzinho para morar no Rio de Janeiro é tarefa quase hercúlea: se por um lado algumas ruas – e até bairros inteiros – praticam preços proibitivos, por outro lado, algumas ruas – e até bairros inteiros – são menos encantadores. Além de conseguir um cafofo que não tenha infiltrações e superar alguns estereótipos, a… Continuar lendo Arrondissement

When it hasn’t been your day

Sempre escuto de quem não é do Rio que é muito difícil fazer amigos aqui; cariocas são simpáticos, mas sem compromisso, dizem “vamos marcar” e fica por isso mesmo. Conclusão: fazer amigos na escola é fácil; ninguém sabe direito quem é e, depois que você se apega acaba relevando que a preferência musical do seu amigo… Continuar lendo When it hasn’t been your day

Enter at Your Own Risk

Crises existências são intrínsecas à vida, há momentos em que elas se potencializam. A vida de um estudante universitário se enquadra em um desses momentos. As pessoas lidam com essa crise de formas diferentes e eu, quando passei por isso, resolvi que o direito talvez não fosse a minha praia e fui estagiar no festival de… Continuar lendo Enter at Your Own Risk

Um cantinho em Ipanema

Durante anos morei no Leblon e, então, quando mudamos para Ipanema, me senti órfã. Órfã do Cinema Leblon, da costureira ali do lado de casa, do moço da Cobal que ligava na véspera para levar verduras e, principalmente, órfã do Talho Capixaba. (Não vou nem discorrer sobre o Talho, uma preciosidade ali em plena Ataulfo de… Continuar lendo Um cantinho em Ipanema